sexta-feira, 8 de julho de 2011

Blog novo no WordPress





Estamos migrando para o WordPress, clique na imagem acima e conheça nosso novo blog com notícias e lançamentos das editoras Carlini e Caniato e TantaTinta.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Conhecendo a Fauna do Pantanal de A a Z - 2 edição

Iraci C. Romagnolli Dias e Teresinha Helena da S. Ferreira


Sobre a obra


A obra didática torna possível aprender a ler e escrever de forma diferente. Através do despertar do interesse sobre a fauna do Pantanal, a criança não só é alfabetizada como também se conscientiza sobre a conservação da natureza e seus benefícios...(saiba mais).


Sobre as autoras


As autoras, formadas em pedagogia e especialistas em educação infantil, transportaram para o livro didático suas vivências em sala de aula, propondo uma maior interação da natureza, com a alfabetização, elemento de grande interesse do universo infantil.







FICHA


Edição: 2ª

Data de Publicação: 2011

ISBN: 978-85-89560-18-4

Tamanho: 20,5 x 27,5 cm

Nº de páginas: 239

Gênero: Didático - Alfabetização

Editora: TantaTinta

Preço: R$ 68,90




Contatos:

Editora TantaTinta / Carlini & Caniato

(65)3023-5714/5715




terça-feira, 21 de dezembro de 2010

E muitos livros depois...


Arco-Íris



Sobre a obra

A obra contém 27 poemas voltados para o público infanto-juvenil, acompanhados por delicadas e bem humoradas ilustrações exclusivas.
Arco-íris é fruto de muita criatividade e sensibilidade da autora, a qual nas páginas deste livro materializa seu desejo em despertar, não somente em suas filhas, mas em todas as crianças o poder de se deixar transportar pela literatura.
Os poemas passeiam pelo mundo das cores, dos sonhos e das virtudes, fazendo de sua leitura uma deliciosa brincadeira.

Sobre a autora

Rosana Caldas. Nasceu em Cuiabá-MT, é formada em Direito, pelo Instituto Metodista Bennett,no Rio de Janeiro-RJ e juíza do trabalho.
Rosana é casada e tem duas filhas, Bárbara, com 9 anos e Luísa, com 6.Publicou em 2009 o livro de poesias “Alma Feminina”, pela Carlini & Caniato Editorial.

Ficha técnica
Autora: Rosana Caldas
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2010
ISBN: 978-85-89560-26-9
Tamanho: 21 x 28 cm
Número de páginas: 48
Gênero: Poesia Infanto-juvenil
Editora: TantaTinta
Preço de capa: R$30,00

Contatos
rosana.bc@terra.com.br

Editora TantaTinta/Carlini & Caniato(65) 3023-5714/5715
contato@tantatinta.com.brhttp://editora-carlini-caniato.blogspot.com/

Cabelo Ruim? A história de três meninas aprendendo a se aceitar


Obra
A descoberta da beleza própria e a auto-aceitação são o assunto central deste livro.
A história da amizade entre três meninas negras e pobres, que enfrentam as manifestações preconceituosas com relação ao seu cabelo crespo e vão, aos poucos, aprendendo a aceita-lo, a brincar com ele e amá-lo do jeito que é.
Surgem novos penteados e com eles também novas formas de ver a si e ao outro, coragem e ousadia para fazer e ser diferente.


Sobre a autora
Neusa Baptista Pinto, é jornalista formada em Comunicação Social pela Universidade Federal de Mato Grosso. “Cabelo Ruim? A história de três meninas aprendendo a se aceitar” é sua primeira aventura literária publicada. O livro integra seu projeto “Pixaim: Nem bom, nem ruim – Apenas diferente”, cujo objetivo é estimular a valorização do cabelo crespo. Natural de Lençóis Paulista (SP), há 20 anos vive em Cuiabá, Mato Grosso.

Sobre a ilustradora
Nara Silver, 21 anos, é formada em Moda pela UNIDERP (Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal), em Mato Grosso do Sul. Natural de Goiânia (GO), trabalha como estilista, designer gráfico e ilustradora. Também vive em Cuiabá, Mato Grosso.


Autora: Neusa Baptista Pinto
Edição: 3ª
Data de Publicação: 2010
ISBN: 978-85-89560-25-2
Tamanho: 17 x 24 cm
Nº de páginas: 40
Gênero: Literatura Infanto-juvenil
Editora: TantaTinta
Preço: R$ 20,00
Contatos:
Editora TantaTinta/Carlini & Caniato
(65)3023-5714/5715
mailto:contato@tantatinta.com.br
http://www.editora-tantatinta.blogspot.com/

quarta-feira, 12 de maio de 2010

quinta-feira, 19 de março de 2009

Livros, livros, livros e mais livros!

Na manhã do dia 14 de março, a Editora TantaTinta / Carlini&Caniato, em uma ação para promover maior aproximação do livro com a sociedade, deu início ao Festival de Livros.
Realizado na sede da editora, o Festival, que pretende ser um ponto de encontro para quem gosta de ler, pesquisar, estudar e escrever, contou com a presença de estudantes, professores, autores e leitores.
Além de poder comprar livros de diferentes categorias com um desconto especial, quem participou pôde saber um pouco sobre a produção de livros e ainda bater um papo com alguns autores.
A Editora pretende transformar o Festival em um evento mensal. “O resultado foi melhor que a encomenda. No mês de abril, vamos esperar os amigos e leitores que não puderam participar”, acrescenta Elaine Caniato, sócia-editora da TantaTinta.
Então, quem achou que perdeu, pode esperar o próximo e contar aos amigos para prestigiarem.

A futura geração também marcou presença.

quarta-feira, 11 de março de 2009

Festival de Livros


No próximo dia 14 a Editora TantaTinta / Carlini & Caniato dá início a uma ação que visa promover uma maior aproximação do livro com a sociedade. Trata-se do primeiro Festival de Livros, que deverá ocorrer mensalmente.
O Festival será na própria editora que, abrirá suas portas para promover seus livros e respectivos autores e divulgar seu trabalho no Estado, assim como fazer do Festival um ponto de encontro para quem gosta de ler, pesquisar, estudar e escrever.
Estudantes, professores, autores, leitores e a comunidade em geral poderão aproveitar o sábado pela manhã para apreciar nossas publicações, saber como se produz um livro e ainda bater um papo diretamente com alguns autores.
Neste dia, diversos títulos em diferentes categorias, estarão com descontos gradativos de acordo com o volume da compra.
O evento acontecerá das 9 às 13 horas na sede da Editora à Rua Nossa Senhora de Santana, 155, bairro Goiabeira, telefone para contato: 3023-5714, http://www.tantatinta.com.br/.


segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Bichonário do Pantanal

Autoras: Iraci C. Romagnolli Dias e Teresinha Helena da S. Ferreira


Da obra
O Bichonário do Pantanal é um dicionário ilustrado, alegre, divertido e recheado de curiosas informações, que leva a criança a um passeio animado pelo alfabeto. Além de aprender a ler e a escrever, a criança aprende sobre a conservação do meio ambiente, hábitos culturais, fauna e flora do Pantanal, brinca com os passatempos e pinta. Das mesmas autoras do livro Conhecendo a Fauna do Pantanal de A a Z, o Bichonário segue a proposta de que é possível aprender de forma diferente.

Sobre as autoras
Iraci C. Romagnolli Dias
é natural do interior de São Paulo, formada em Pedagogia Infantil, pela Universidade de Cuiabá e especialista em Educação Infantil, pelo Instituto de Pesquisas Avançadas em Educação, do Rio de Janeiro. Iniciou a profissão na Classe de Alfabetização, em Cuiabá – MT, na qual atua até hoje.
Teresinha Helena da S. Ferreira é de Visconde do Rio Branco, interior de Minas Gerais. Ainda na adolescência lecionou na zona rural, seu primeiro contato com a sala de aula, mas foi em Mato Grosso, na década de 1970, que a experiência como professora se tornou significativa, quando passou a alfabetizar crianças da rede pública.


FICHA TÉCNICA
Autoras: Iraci C. Romagnolli Dias e Teresinha Helena da S. Ferreira
Edição: 1ª edição
ISBN: 978-85-89560-23-8
Tamanho: 17 x 24 cm
Nº. de páginas: 56
Gênero: Didático Infantil
Editora: TantaTinta
Preço: R$ 25,00
Contatos: (65) 3023-5714 / 5715 - comercial@tantatinta.com.br

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Conferência na Chapada dos Guimarães

As crianças da Escola Municipal “Thermozina de Siqueira” do bairro Aldeia Velha, em Chapada dos Guimarães, participaram de uma animada tarde com a autora Cristina Campos, no dia 3 de dezembro.
A autora apresentou às crianças o Currupira, o Pé de Garrafa, o Negrinho D’Água, a Mãe do Morro, o Tibanaré e o Boitatá, seres encantados do folclore da Baixada Cuiabana e que são personagens de seu livro.
Cada uma das crianças recebeu um exemplar autografado do livro “Conferência no Cerrado”.







segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Conferência no Cerrado

Currupira, Pé de Garrafa, Negrinho D’Água, Mãe do Morro, Tibanaré e Boitatá são protogonistas de livro infantil.

Seres encantados que povoam o imaginário de culturas tradicionais da Baixada Cuiabana são personagens do livro Conferência no Cerrado.


Autores: Durval de França e Cristina Campos



Da obra
Conferência no Cerrado é uma narrativa infanto-juvenil com temática voltada à questão ambiental. A história, escrita originalmente por Durval de França e recriada por Cristina Campos, tem como protagonistas seres encantados que povoam o imaginário de culturas tradicionais da Baixada Cuiabana: Currupira, Pé de Garrafa, Negrinho D’Água, Mãe do Morro, Tibanaré e Boitatá.
Sob inspiração de Currupira, essas forças protetoras da natureza, indignadas com a ação predadora do homem sobre o meio ambiente, organizam uma conferência na caverna Aróe-Jari, em Chapada dos Guimarães-MT, para discutir que providências tomar a respeito. Suas estratégias de deslocamento até a caverna são fantásticas. O evento, revestido de magia, dá muito o que falar e mobiliza todo o povo da região.
Chama atenção a impecável ilustração de Ricardo Leite, que amplia a recepção da obra para um público universal. A publicação do livro foi viabilizada pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura.


Sobre os autores
Durval de França graduou-se em Biologia, pela Universidade Federal de Goiás (1970); em Pedagogia, pela Universidade Federal de Mato Grosso (1981) e especializou-se em Didática, pela Faculdade de Educação de Assis-SP (1989). Foi professor da rede pública municipal e estadual. Publicou os livros Quadra do Tempo (1975), Além dos Pântanos (1984), e Pantanal e a Mãe do Morro (1996), além de crônicas e contos em jornais mato-grossenses. Escreveu, também, as peças teatrais Sonhos de Tereza e Quadra do Tempo (1975), adaptada do livro homônimo. Faleceu em Cuiabá-MT, em 1998.

Cristina Campos é graduada em Letras, pela Universidade Federal de Mato Grosso (1983), e doutora em Educação, pela Universidade de São Paulo (2007). Leciona Português e Literatura no Centro Federal de Educação Tecnológica de Mato Grosso. Publicou o livro Pantanal Mato-grossense: o Semantismo das Águas Profundas (Entrelinhas, 2004); é produtora da publicação literativa Dazibao, fruto de um projeto que estimula a criação literária a partir de laboratórios vivenciais, realizado com professores e alunos do Cefet-MT e outras instituições educacionais; é revisora e organizadora de diversas publicações.

Ficha Técnica
ISBN: 978-85-89560-22-1 (Editora TantaTinta)
Tamanho: 17 x 24 cm
Nº. de páginas: 56
Gênero: Conto Infanto-juvenil
Editora: TantaTinta
Preço: 25,00
Contatos: (65) 3023-5714 / 5715 - comercial@tantatinta.com.br

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Mais de mil pessoas já passaram pela exposição "Sertão Encarnado"






Mais de mil visitantes já passaram pela exposição "Sertão Encarnado", instalada no Museu do Morro da Caixa D´água Velha desde o dia 20 de agosto. A exposição, que presta homenagem aos 80 anos de nascimento do escritor João Guimarães Rosa, reúne obras do autor e de outros três escritores cujas obras tiveram o sertão como tema: Graciliano Ramos, Afonso Arinos e Euclides da Cunha. Além de livros, 36 totens trazem trechos das obras dos autores, num trabalho do designer Flávio Vignoli, com ilustrações de Roberto Luiz Marques. Bordados que retratam o cotidiano do homem do sertão e objetos relacionados ao seu trabalho também fazem parte da exposição.


Por se tratar de uma exposição de Literatura, tem recebido principalmente estudantes, para os quais a visita dá continuidade ao conteúdo estudado em sala de aula. Mas, até o fechamento desta matéria, a procura era tão grande que só havia vagas para agendamento escolar nos dias 18 e 19.


Entre as visitas recebidas esta semana, um grupo de idosos do bairro Campo Velho se destacou. Ao todo 27 vovós e um vovô observaram tudo atentamente. As mulheres ficaram encantadas com os painéis em bordado produzidos pelo grupo Estrela do Sertão, de Cordisburgo (MG), que também faz parte da exposição. Cordisburgo, aliás, é a cidade natal de Guimarães Rosa.
Ana Rosa Moreira da Silva, de 88 anos, mostrava-se emocionada porque passou a infância na cidade de Santana dos Brejos, na Bahia. "A exposição está maravilhosa. Olho para os painéis e me lembro do meu tempo de criança lá na Bahia, do meu pai e da minha mãe", comentou.


Jonas Gonçalves Sampaio, 68 anos, cuiabano "de tchapa e cruz", como ele mesmo diz, dedicou uma atenção especial a objetos como o chicote, que fazem parte da rotina do homem do sertão, e demonstrou total satisfação ao falar do evento. "Está tudo muito interessante, é bom conhecer a cultura de outros lugares e, do jeito que está organizado, dá para entender bem os assuntos."
Sua irmã, Albertina Sampaio de Morais, de 73 anos, estava entusiasmada. Ela disse que vai voltar à exposição com os filhos e netos. "O mundo está evoluindo e é bom os jovens e as crianças conhecerem as histórias e a cultura de outras regiões. Para mim é importante. Espero mais exposições tão boas quanto essa", disse a sorridente dona Albertina.


Turistas


A exposição está inserida no roteiro turístico de Cuiabá, tendo recebido turistas de várias partes do Brasil, entre elas a cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, e até da cidade suíça de Genebra. Esta semana, visitantes de Brasília e Campo Grande, que se encontravam em Cuiabá a trabalho, passaram pelo museu. A administradora Marcília Maria Augusto, uma mineira que vive em Brasília, achou tudo "muito interessante". "É um espaço aconchegante, bonito. Gostei muito".


Revelar a história do País e da Literatura brasileira. Este é o principal papel da mostra "Sertão Encarnado" para o advogado Jânio Ribeiro Souto, de Campo Grande. "Muito bonita e rica esta exposição", disse ele. Também esteve presente no local a contadora brasiliense Lílian Costa, que se confessou fã e leitora de Guimarães Rosa, Euclides da Cunha e Graciliano Ramos. "Já li todas as obras expostas aqui. Transformar um reservatório de água em museu foi uma idéia muito interessante", elogiou ela.


A exposição "Sertão Encarnado" é uma realização da Via Social Projetos Culturais e Sociais, com produção da Acênica (Associação das Artes, Comunicação e Cultura de MT) e da Editora TantaTinta. O patrocínio oficial é da Case Construction (fabricante de máquinas de construção e máquinas agrícolas). Em Mato Grosso, o evento conta com a parceria institucional do Governo do Estado e da Prefeitura de Cuiabá, além da Atrativa Engenharia e da Carlini & Caniato Editorial. A viabilização é do Ministério da Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.


A exposição estará aberta à visitação pública até 19 de setembro, das 9 às 12 e das 14 às 18 horas, de terça a sábado. Informações e agendamento escolar: (65) 3023-7829.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Exposição "Sertão Encarnado" é aberta com presença de artistas e autoridades


A exposição "Sertão Encarnado", aberta na noite desta quarta-feira (20) no Museu do Morro da Caixa D'água Velha, atraiu escritores, artistas plásticos, jornalistas, produtores culturais e autoridades do setor cultural de Cuiabá e Várzea Grande.Mais de 300 pessoas compareceram ao local para conferir a exposição, que presta homenagem ao centenário de Guimarães Rosa promovendo o encontro de sua obra com outros três escritores que fizeram do sertão tema de suas obras, Euclides da Cunha, Afonso Arinos e Graciliano Ramos.


Henrique Godoy, diretor da Via Social Projetos Culturais e Sociais, entidade mineira que traz a mostra para Cuiabá, abriu o evento falando sobre como a mostra, que circula por várias cidades de Minas Gerais, veio parar em Cuiabá. "Eu e o Ramon Carlini tínhamos uma amiga em comum em Belo Horizonte, mas não nos conhecíamos. Um dia, ao saber da exposição, ele veio ao meu escritório e disse: 'Eu quero esta exposição em Cuiabá' e eu disse 'É claro!'", conta ele. De lá para cá, parceiros como as secretarias municipal e estadual de Cultura se agregaram ao projeto. Para Henrique, o contato com a obra dos escritores permitirá que os visitantes conheçam o sertão e seus personagens. "Conhecer o sertão é conhecer o Brasil".Também esteve presente na abertura o secretário estadual de Cultura, Paulo Pitaluga, que elogiou o fato de a exposição trazer para Cuiabá um pouco da cultura nacional. "Muitas vezes, ficamos arraigados à cultura local, ao cuiabanismo e esquecemos da cultura nacional", observou.A suave trilha musical de Wera Capilé e Abel dos Santos embalou os presentes no coquetel de lançamento da exposição. Entre eles o produtor cultural Paulo Traven, que avaliou a mostra como "primorosa".


O jornalista Lorenzo Falcão foi um dos primeiros a chegar ao evento e visitou-o antes mesmo que fosse aberto ao grande público. Chamou sua atenção a iniciativa de 'casar' Literatura e Artes Plásticas, presente nos trabalhos do designer mineiro Cláudio Vignoli. Nos totens, o artista aplicou trechos de obras de autores, junto a ilustrações com motivos do sertão, complementadas por objetos utilizados pelo homem sertanejo, fotos e bordados feitos por tecelãs da cidade natal de Guimarães Rosa, Cordisburgo, em Minas Gerais. "A imagem que temos do escritor é de alguém isolado, solitário. Ele nunca está presente no momento em que sua obra é usufruída pelo público. Esta exposição torna esta relação mais democrática. A Literatura precisa sair dos livros e chegar ao povo", disse ele.Outro entusiasta foi o poeta Aclyse de Matos, que destacou a adequação do local à proposta do evento. "Toda exposição que aproxima a Literatura do público é muito bem vinda. Aqui, no nosso sertão, na nossa seca cuiabana, é adequado que venhamos ao Museu da Caixa D'água Velha para beber desta fonte, buscar a riqueza destes autores".A exposição "Sertão Encarnado" está aberta à visitação escolar, feita por meio de agendamento.


Já no lançamento, alunos da Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida, do bairro Jardim Colorado, estavam presentes, observando e anotando o que viam em quadros, totens, fotos e outros materiais. As anotações visavam apreender um conteúdo antes só visto na teoria e que posteriormente será objeto de uma prova em sala de aula. Foi o que explicou a professora Telma da Costa Santana. Docente em História, ela considerou a exposição uma ótima forma de os alunos conhecerem o Museu da Caixa D'água Velha e saber um pouco mais sobre a Guerra de Canudos, tema do livro "Os Sertões", de Euclides da Cunha. "Esta é uma aula diferente, além de uma oportunidade única de visitar uma exposição deste porte", elogiou ela. A exposição "Sertão Encarnado" é uma realização da Via Social Projetos Culturais e Sociais, com produção da Acênica (Associação das Artes, Comunicação e Cultura de MT) e da Editora TantaTinta.


O patrocínio oficial é da Case Construction (fabricante de máquinas de construção e máquinas agrícolas). Em Mato Grosso, o evento conta com a parceria institucional do Governo do Estado e da Prefeitura de Cuiabá, além da Atrativa Engenharia e da Carlini & Caniato Editorial. A viabilização é do Ministério da Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A exposição estará aberta à visitação pública até 19 de setembro, das 8 às 12 e das 14 às 18 horas, de terça a sábado. Informações e agendamento escolar: (65) 3023-7829.

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Centenário de Guimarães Rosa - Encontro de gigantes da literatura brasileira


Um encontro entre quatro dos maiores escritores brasileiros do século 20 está marcado para acontecer entre os dias 20 de agosto e 19 de setembro, em Cuiabá, mais precisamente no Museu do Morro da Caixa D’Água Velha. É a Exposição Sertão Encarnado, que está percorrendo o Brasil e chega à capital mato-grossense.


Deixar que os sertões sejam percorridos por olhares atentos, por pensamentos curiosos, pelo prazer da leitura, por passos espontâneos na busca de saciar a sede de conhecimento. Esta é a proposta da Exposição, que marca os 100 anos de nascimento do escritor mineiro João Guimarães Rosa reunindo o autor de “Grande Sertão: Veredas” com outros três grandes nomes da literatura brasileira. Todos eles igualmente tiveram o sertão como cenário-personagem de seus romances: Euclides da Cunha (1866-1909), em “Os Sertões”; Afonso Arinos (1868-1916), em “Os Jagunços e Pelo Sertão”; e Graciliano Ramos (1892-1953), em “Vidas Secas”.


Segundo o historiador e curador da mostra Leonardo José Magalhães Gomes, muitos outros autores exploraram o tema sertão, mas esses quatro podem ser considerados como os mais significativos, não só pela importância social de sua abordagem, mas também por serem aqueles que obtiveram o mais alto grau de realização estética. “Com suas obras, esses escritores mapearam as veredas sertanejas, cujo conhecimento é indispensável para termos uma idéia de nosso país”, sugere. A programação visual da exposição, com 36 totens de 4 faces, totalizando 144 painéis, leva a assinatura do designer Flávio Vignoli e ilustrações de Roberto Luiz Marques. As características do sertão retratadas pelos autores estão representadas sob os temas Sol (paisagem, mito, vontade), Homem (vida, amor, morte) e Sombra (lida, coisas, fim). “O projeto museográfico foi desenvolvido a partir das considerações da curadoria para que esses temas tivessem uma maior conexão entre si e uma montagem narrativa não linear”, explica Vignoli.


Destaque também para a cronologia intercalada da vida dos autores, identificados por cores e tendo como pano de fundo os acontecimentos políticos e sociais mais importantes da nossa história, sobretudo a rebelião de Canudos. Para os responsáveis pela produção do evento, o editor Ramon Carlini, da editora TantaTinta e o produtor cultural Eduardo Espíndola, da Acênica, a exposição, além de permitir aos mato-grossenses conhecerem um pouco mais da vida e da obra de Guimarães Rosa e dos outros três gigantes da literatura nacional, exalta o sertão, que para Mato Grosso é uma identificação muito forte. Ressalta ainda a importância da realização desse projeto e da parceria que o viabilizou. “A participação das secretarias de Estado e Municipal de Cultura tem sido fundamental. Essa exposição consolida Cuiabá e Mato Grosso na rota de grandes eventos nacionais do gênero, permitindo aos cuiabanos e mato-grossenses conhecerem mais sobre a vida de Guimarães Rosa, Euclides da Cunha, Afonso Arinos e Graciliano Ramos”, complementou Ramon.


Segundo Eduardo, a vinda da exposição será uma grande oportunidade para a população, em especial os estudantes de ensino médio, que poderão ver a história contada através da literatura, oferecendo uma viagem pelo Sertão, a identificação com o que lê e a possibilidade de fazerem suas próprias analogias. Com produção da Editora TantaTinta e da Acênica - Associação das Artes, Comunicação e Cultura de MT, a exposição Sertão Encarnado é uma realização da Via Social Projetos Culturais e Sociais, com patrocínio oficial da Case (fabricante de máquinas de construção e máquinas agrícolas). Em Mato Grosso, conta com a parceria institucional da Secretaria de Estado de Cultura e Secretaria Municipal de Cultura, além da Atrativa Engenharia e Carlini & Caniato Editorial.


A viabilização é do Ministério da Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. As Escolas interessadas em visitar a Exposição podem agendar horário pelo telefone (65) 3023-7829 . O horário de visitação é das 8 às 12 e das 14 às 18 horas, de terça a sábado.

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Escolas recebem escritora de “Cabelo Ruim?”



As escolas Coronel Rafael de Siqueira e Profª Abinel de Freitas, em Chapada dos Guimarães, receberam na tarde desta quinta-feira (3) a autora do livro “Cabelo Ruim? A história de três meninas aprendendo a se aceitar”, Neusa Baptista Pinto. O livro, editado pela TantaTinta, conta a história de três meninas que aprendem juntas a aceitar o cabelo crespo como ele é, com uma mensagem de estímulo à auto-estima e de auto-aceitação e de respeito às diferenças.

Na ocasião, a autora conversou com os alunos sobre a história do livro, além de doar exemplares para as bibliotecas das escolas.

Lançamentos

A atividade nas escolas faz parte de uma agenda feita pelas editoras TantaTinta e Carlini & Caniato durante o 24º Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães, que segue até o próximo domingo.

Durante o evento, as editoras estão realizando sessões de autógrafos e levando as obras para escolas públicas da cidade, onde são realizados bate-papos com autores.

A próxima atividade acontece nesta sexta-feira (4), quando será lançado o livro “O Plano Djibóia”, de Luis Gonçalves, e no sábado (5), com o lançamento do livro “30 Anos do Plano Diretor para o Turismo”, de Lúcio Costa, Maria Elisa Costa e Paulo Jobim.

As atividades acontecem na Livraria Adeptus, na Praça Dom Wunibaldo. Mais informações: (65) 3301 2045. Confira a programação completa do Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães no site http://www.chapadadosguimaraes.mt.gov.br/.

“Menina Pantanal” e “Dona Treleleca” participam do Festival de Inverno



O livro “Dona Treleleca” e o gibi “Menina do Pantanal” marcaram presença, nesta quarta-feira (02), junto com seus respectivos autores, Danuza Soares Lenzi e Generino Oliveira, em Chapada dos Guimarães durante o XXIV Festival de Inverno. Lançados pela Editora TantaTinta, as obras são voltadas para o público infantil.
“Dona Treleleca” foi doado para os alunos da escola Thermozina de Siqueira, no bairro Aldeia Velha. Depois a autora seguiu para a escola Maria Luiza Araújo Gomes, onde sorteou alguns exemplares para os alunos. Danuza fez questão de autografar os livros entregues. “Dona Treleleca” narra a história da neta da autora, que aos cinco anos de idade não consegui pronunciar o fonema TR.

Já o gibi “Menina Pantanal” traz uma história focada nas questões ambientais voltada para a conscientização da criançada. O autor Generino Oliveira esteve no stand da livraria Adeptus e da Editora TantaTinta, também nesta quarta-feira (02), para autografar sua obra e conversar com os leitores.

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Livros para crianças: Richard Mason visita escolas de Chapada




O “Mundinho, o quati curioso”, que reúne a série de histórias do quati editadas pela TantaTinta foi trabalhado em duas escolas de Chapada dos Guimarães. Às 15:30 a escola Ana Thereza Albernaz recebeu o autor, Richard Mason, para um bate-papo. O autor começou perguntando sobre a fauna brasileira às crianças, que, segundo ele pouco a conhecem. “Os brasileiros conhecem mais tigre e leão, que são da África, porque vêem na televisão. Muitos animais brasileiros não são conhecidos dentro do seu país”, explicou o autor.

Após a conversa, a editora TantaTinta sorteou alguns exemplares dos livros entre os alunos.

Na escola Monteiro Lobato o autor não pode conversar com os alunos, a editora e o autor fizeram apenas os sorteios dos livros.

terça-feira, 1 de julho de 2008

Livros infantis na programação do Festival de Inverno de Chapada




As crianças que participarem das atividades do Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães nesta quarta (2) terão uma agradável surpresa. A Livraria de Chapada fará os lançamentos do livro “Dona Treleleca e seu Trelelezinho”, de Danuza Soares Lenzi, e tarde autógrafos com o autor do gibi “Menina Pantanal”, Generino Oliveira.

O primeiro narra a história do encontro e desencontro de Dona Treleleca, uma potra preta que vive alegre com seu recém-nascido potrinho, Trelelezinho, até o dia em que ele se perde na floresta. Uma história de aventura, onde a brincadeira do trava-línguas é o destaque, como uma proposta de aprendizado fonético e como ponto de partida para várias brincadeiras infantis.

Danuza participa de um bate-papo com alunos da escola Thermozina de Siqueira, no bairro Aldeia Velha, às 15 horas, e às 16:30 segue para a escola Maria Luiza Araújo Gomes, no bairro Olho D’água. O livro será distribuído gratuitamente às crianças participantes da atividade.

O autor do gibi “Menina Pantanal e a galerinha ecológica”, Generino Oliveira, participará, às 18 horas, de uma tarde de autógrafos da obra, no stand da Livraria, na Praça Dom Wunibaldo. Focado na defesa do meio ambiente, o gibi se baseia em histórias, causos e lendas que cercam o Pantanal mato-grossense , uma coletânea de historinhas que têm como personagens principais a menina que dá título à obra e Ângela, a Garota Pantanal, uma versão adolescente da heroína. Ao seu lado, uma turminha formada por crianças de etnias diversas que juntas aprendem todo dia uma nova lição sobre a conservação do ambiente, a cultura pantaneira e muitas coisas de criança. Tudo ambientado no Pantanal. Ambos os livros são da editora TantaTinta.

Mais informações: (65) 3301 2045. Confira a programação completa do Festival de Inverno de Chapada no site http://www.chapadadosguimaraes.mt.gov.br/.

segunda-feira, 30 de junho de 2008

Livraria do Festival de Inverno promove sessões de autógrafos nesta terça


Livros serão distribuídos a crianças

Um ótimo programa para esta terça (1º) na 24ª edição do Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães serão as sessões de autógrafos promovidas pela Livraria do Festival, uma parceria entre a Livraria Adeptus e as editoras TantaTinta e Carlini & Caniato.

As sessões começam às 15 horas, com o autor Richard Mason, que autografará a série de livros infantis "As aventuras de mundinho, o quati curioso" e baterá um papo com os alunos da Escola Estadual Ana Tereza Albernaz, no bairro São Sebastião. Às 16:30, ele segue para a Escola Municipal Monteiro Lobato, próxima à piscina pública de Chapada. Em ambas as escolas, haverá distribuição gratuita de livros.

Mais tarde, às 19 horas, o poeta Juliano Moreno estará na Livraria autografando sua última obra, o livro de contos "O açougueiro".

A Livraria está montada na Praça Dom Wunibaldo, próxima à Igreja de Santana. Mais informações: (65) 3301 2045.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

História em quadrinhos pela preservação ambiental


Histórias, causos e lendas que cercam o Pantanal mato-grossense são o pano de fundo do enredo para um gibi que está encantando crianças, pais e professores.
Acaba de sair do 'forno' a revistinha "Menina Pantanal e a Galerinha ecológica", pela editora TantaTinta. Uma coletânea de historinhas que têm como personagens principais a menina que dá título à obra e Ângela, a Garota Pantanal, uma versão adolescente da heroína. Ao seu lado, uma turminha formada por crianças de etnias diversas que juntas aprendem todo dia uma nova lição sobre a conservação do ambiente, a cultura pantaneira e muitas coisas de criança. Tudo ambientado no Pantanal.
O autor é o mato-grossense de Poxoréu Generino Oliveira Rocha, escritor, caricaturista, autor de inúmeras personagens de história em quadrinhos e estudante de jornalismo. No currículo artístico, diversas ilustrações e charges publicadas em revistas, livros, jornais e calendários na imprensa de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

A idéia de "Menina Pantanal" é, segundo o autor, fazer um trabalho pedagógico voltado principalmente às crianças. "É necessário educar e divulgar o Pantanal, para incentivar a preservação ambiental".

A intenção fica clara desde a primeira historinha, onde uma das personagens é o Minhocão do Pari, animal mítico dos 'causos' cuiabanos. A pesca e a caça predatórias, a conservação dos rios e a destinação do lixo são alguns dos temas encontrados na revistinha. Mas as histórias não se restringem à questão ambiental: tratam também de temas comuns ao cotidiano infantil, como os estudos, os brinquedos, e até questões mais sérias, como a desigualdade social. "Recheando" a obra, passatempos educativos.

Amor aos quadrinhos

A dedicação de Generino Oliveira aos desenhos começou na infância, em 1980, quando, ainda menino, copiava super-heróis dos gibis e desenhos animados da televisão. Mas foi do contato com desenhistas nacionais da linha de terror como Watson Portela, Mozart Couto, Rodval Matias e Eugênio Colonnese, que Generino veio a aperfeiçoar seu trabalho. Hoje, a "Menina Pantanal" e a "Garota Pantanal" são suas principais personagens.

A revistinha "Menina Pantanal e a Galerinha Ecológica" poderá ser adquirida nas bancas de jornais de Cuiabá. Contatos como autor através do e-mail: generinorocha@hotmail.com ou do tel. (65) 9919-8467.

Mais informações: (65)3023-5714/5715.

sexta-feira, 16 de maio de 2008

TantaTinta e Carlini & Caniato expõem livros na Festa do Pantanal


Segue até domingo a exposição de livros no stand das editoras durante a 15ª Festa Internacional do Pantanal. Os livros estão disponíveis para consulta e a procura do público tem sido grande.

Destaque para os livros da Editora TantaTinta e da Carlini & Caniato Editorial, que estão expondo em parceria com outras editoras do Estado. Os estudantes estão entre os principais visitantes no período vespertino. Uma delas foi Thaís Teixeira, que se interessou pelo livro "Transpantaneira – passarela de fauna e flora", do fotógrafo Marcos Vergueiro, cuja edição é bilíngue (portugues/inglês). "É difícil encontrar livros em duas línguas, por isso achei interessante esta obra. A leitura é a porta para tudo. Quem lê viaja, é muito mais gostoso do que visitar o local retratado", disse ela.

A exposição acontece entre as 14 e as 22 horas nesta sexta e do meio-dia às 22 horas no sábado e domingo. Mais informações: (65)3023-5714.

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Feira do Pantanal: TantaTinta e Carlini & Caniato vão expor títulos

Cultura mato-grossense, Turismo, Pedagogia, Poesia, História... Uma vasta opção de leitura poderá ser encontrada no stand da editora TantaTinta e da Carlini & Caniato Editorial durante a 15ª Feira Internacional do Pantanal, que começa amanhã e segue até o dia 18 de maio no Centro de Eventos do Pantanal.

As editoras, que reúnem 42 autores, apresentarão obras em um stand montado especialmente para as editoras locais no evento, que este ano tem o tema "Mato Grosso – Do Pantanal à Amazônia e do Guaporé ao Araguaia".

Lançamentos

No stand, além de livros que já são sucessos como "Chapada dos Guimarães Jardim do Cerrado", de Weislaw Jan Syposz, as editoras apresentarão também os mais recentes lançamentos, entre eles o livro "Aldeia de Minas", dos mineiros César Saullo (fotógrafo) e Régis de Morais (poeta), que reúne imagens e poemas que retratam a vida cotidiana de Minas Gerais. Outro lançamento que poderá ser conferido é "Novo Planejamento Estratégico de Marketing", do professor João Batista Epaminondas Malhado, que apresenta um conceito inovador para a realização do planejamento estratégico nesta área.

As revistas em quadrinhos "Menina Pantanal e a Galerinha Ecológica" e "Garota Pantanal", que acabam de ser publicadas pela TantaTinta, prometem ser a atração principal para as crianças que visitarem o stand. Os gibis, de autoria do cartunista mato-grossense Generino Oliveira Rocha, e utilizam personagens infantis e adolescentes para trabalhar a temática ambiental de uma forma didática e divertida.

As obras estarão disponíveis para consulta das 14 às 22 horas durante a semana e do meio-dia às 22 horas no sábado e no domingo.

TantaTinta e Carlini & Caniato na Bienal do Livro de Minas

O editor Ramon Carlini (Editora TantaTinta e Carlini & Caniato Editorial) está levando um pouco do melhor da produção literária mato-grossense para a 1ª Bienal do Livro de Minas, que acontece em Belo Horizonte entre os dias 15 e 25 de maio.

No evento, ele divulgará os títulos da TantaTinta, que publica para o público infantil e infanto-juvenil e nas áreas de Literatura, Didáticos, para-didáticos e quadrinhos, e o trabalho desenvolvido pela Carlini & Caniato Editorial nas áreas de Literatura, Direito, Economia, Sociologia, Antropologia, História, Fotografia, Artes, Turismo e Ornitologia.

A I Bienal do Livro de Minas deve atrair um público de aproximadamente 160 mil pessoas e 25 mil estudantes da rede pública e privada à Expominas, onde acontece o evento.

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Aprendendo a diferença

























Cabelo Ruim?
A história de três meninas aprendendo a se aceitar

Autora: Neusa Baptista Pinto
Ilustrações: Nara Silver

Obra
A descoberta da beleza própria e a auto-aceitação são o assunto central deste livro.A história da amizade entre três meninas negras e pobres, que enfrentam as manifestações preconceituosas com relação ao seu cabelo crespo e vão, aos poucos, aprendendo a aceita-lo, a brincar com ele e amá-lo do jeito que é.Surgem novos penteados e com eles também novas formas de ver a si e ao outro, coragem e ousadia para fazer e ser diferente.

Sobre a autora
Neusa Baptista Pinto, 31 anos, é jornalista formada em Comunicação Social pela Universidade Federal de Mato Grosso. “Cabelo Ruim? A história de três meninas aprendendo a se aceitar” é sua primeira aventura literária publicada. O livro integra seu projeto “Pixaim: Nem bom, nem ruim – Apenas diferente”, cujo objetivo é estimular a valorização do cabelo crespo. Natural de Lençóis Paulista (SP), há 20 anos vive em Cuiabá, Mato Grosso.

Sobre a ilustradora
Nara Silver, 21 anos, é formada em Moda pela UNIDERP (Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal), em Mato Grosso do Sul. Natural de Goiânia (GO), trabalha como estilista, designer gráfico e ilustradora. Também vive em Cuiabá, Mato Grosso.

Autora: Neusa Baptista Pinto
Edição: 1ª
Data de Publicação: 2007
ISBN: 978-85-89560-17-7
Tamanho: 17 x 24 cm
Nº de páginas: 40
Gênero: Literatura Infanto-juvenil
Editora: TantaTinta
Preço: R$ 18,00
Contatos:
Editora TantaTinta/Carlini & Caniato
(65)3023-5714/5715 - contato@tantatinta.com.br

quinta-feira, 19 de julho de 2007

Lançamento do livro "Uma Inesquecível Viagem – Vivenciando o Turismo Rural" acontecerá na 4ª Feiratur

Obra
Nesta história, Mariana e Manolito aventuram-se numa nova experiência da qual eles nunca mais se esquecerão: vivenciar e conhecer uma outra cultura através do Turismo Rural, que ajuda a manter e resgatar os costumes de um povo, promovendo intercâmbios, despertando a consciência ecológica a fim de estimular a preservação da natureza. Este tipo de turismo procura melhorar a qualidade de vida das comunidades envolvidas, gerando rendas, empregos e diminuindo o êxodo rural, além, é claro, de estimular o prazer de passear por estradinhas de terra, respirar ar puro, ter contato com os animais e com todas as manifestações da natureza e cultura locais, sempre com muito respeito e alegria. Uma viagem inesquecível está dentro das páginas deste livro, dentro de cada cantinho das cidades e vilarejos do interior de nosso país e, mais ainda, dentro dos coraçõezinhos de nossos pequenos viajantes.

Sobre o autor
Paulo Cesar Prince Ribeiro graduou-se em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC-SP). Pós-graduou-se em Planejamento e Marketing Turístico, e também em Administração Hoteleira, pela Faculdade SENAC de Turismo e Hotelaria de Campos do Jordão-SP. É professor de Turismo e Hotelaria, consultor de Turismo, Planejamento, Marketing turístico e Administração Hoteleira.

Edição: 1ª Data de Publicação: 2007
ISBN: 978-85-89560-19-1
Tamanho: 17 x 24 cm Nº de páginas: 48
Gênero: Literatura Infanto-juvenil / Turismo Rural
Editora: TantaTinta Preço:
R$ 24,00 Contatos: Editora TantaTinta/Carlini & Caniato
(65) 3023-5714 / 5715 comercial@tantatinta.com.br

quarta-feira, 18 de abril de 2007

Uma Inesquecível Viagem

Autor: Paulo Cesar Prince Ribeiro

Obra
Nesta história, Mariana e Manolito aventuram-se numa nova experiência da qual eles nunca mais se esquecerão: vivenciar e conhecer uma outra cultura através do Turismo Rural, que ajuda a manter e resgatar os costumes de um povo, promovendo intercâmbios, despertando a consciência ecológica a fim de estimular a preservação da natureza.
Este tipo de turismo procura melhorar a qualidade de vida das comunidades envolvidas, gerando rendas, empregos e diminuindo o êxodo rural, além, é claro, de estimular o prazer de passear por estradinhas de terra, respirar ar puro, ter contato com os animais e com todas as manifestações da natureza e cultura locais, sempre com muito respeito e alegria.
Uma viagem inesquecível está dentro das páginas deste livro, dentro de cada cantinho das cidades e vilarejos do interior de nosso país e, mais ainda, dentro dos coraçõezinhos de nossos pequenos viajantes.


Sobre o autor
Paulo Cesar Prince Ribeiro graduou-se em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC-SP). Pós-graduou-se em Planejamento e Marketing Turístico, e também em Administração Hoteleira, pela Faculdade SENAC de Turismo e Hotelaria de Campos do Jordão-SP.
É professor de Turismo e Hotelaria, consultor de Turismo, Planejamento, Marketing turístico e Administração Hoteleira.

Edição: 1ª
Data de Publicação: 2007
ISBN: 978-85-89560-19-1
Tamanho: 17 x 24 cm
Nº de páginas: 48
Gênero: Literatura Infanto-juvenil / Turismo Rural
Editoras: TantaTinta
Preço: R$ 24,00


Contatos:
Editora TantaTinta/Carlini & Caniato
(65)3023-5714/5715
contato@tantatinta.com.br
http://editora-carlini-caniato.blogspot.com/
http://www.editora-tantatinta.blogspot.com/

terça-feira, 27 de março de 2007


Destino Oeste

Sobre a obra
Duas histórias em quadrinhos sobre o caminho para Mato Grosso, baseadas em momentos reais da história local, durante a década de 1920. O visual foi desenvolvido após meticulosa pesquisa iconográfica, em inúmeros arquivos e fotos da época.
Na primeira história, Janeiro 1927, um velho militar se prontifica, por amor, a ser o guardião do Pantanal contra a Coluna Prestes. Um destino trágico, apaixonado e heróico espera esse personagem.
A segundo história, Asas, narra as peripécias dos primeiros aviões que chegaram em Mato Grosso, com destaque para a disputa pelo primeiro pouso em Cuiabá, onde está em jogo mais que o prêmio oferecido pelo governador do estado em 1929.

Sobre os autores
Gabriel de Mattos
Gabriel de Mattos, é arquiteto, professor universitário e mestre em Educação.
Tem romances, artigos, contos, crônicas e histórias em quadrinhos publicados em várias revistas, jornais e em publicações coletâneas e individuais.
Ricardo Leite
Ricardo Leite tem formação técnica em Desenho Industrial. Porém, a área que mais lhe chama a atenção é o design gráfico e a paixão por quadrinhos.
Foi o primeiro lugar na categoria História em Quadrinhos no X Salão Nacional de Humor e Quadrinhos de Ribeirão Preto 2001, com a HQ Lhéovis. Participou da primeira fase do Diarinho, do jornal Diário de Cuiabá. Colaborou para a ZHQmagazine. Publicou no jornal Folha do Estado. Ilustrou a história Destino de Julius Caesar para a revista AGE HQ da Caesartes Editores. Publicou sua personagem Bebel Blues na HQ-Revista do Quadrinho Brasileiro.

Autores: Gabriel de Mattos (texto)
Ricardo Leite (desenhos)
Edição: 1ª
Data de Publicação: 2006
ISBN: 85-89560-08-2
Tamanho: 21 x 28 cm
Nº de páginas: 48
Gênero: Quadrinhos Adulto
Editora: TantaTinta
Preço: 27,00
Contatos:
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65)3023-5714/5715
contato@tantatinta.com.br

Cuiabá: 2 Novelas – 2ª Edição

Autor: Gabriel de Mattos

Sobre a obra
Tramas e dramas cotidianas do universo juvenil traçam um paralelo com as mudanças urbanas do espaço onde vivem.
Cuiabá: 2 Novelas é um livro aparentemente inusitado. Tramas e dramas banais enfim não é isso a própria vida?, – cotidianos miúdos – quanto mais humanas, mais literárias as personagens – elaboram uma Cuiabá diluída num passado recente. Meire, de Tardes Mortas, a 1ª novela, acompanha a lentidão das mudanças no cenário da cidade, pro-vavelmente do início dos anos 1980, nas suas próprias ansiedade, angústia e lentidão calorentas.
As transformações modernizantes do espaço interiorizam-se e revelam-se no seu próprio corpo. Verão Azul, a 2ª novela, reúne um grupo de personagens que transita por esta mesma Cuiabá em lento movimento.
E se pouco ou nada acontece com elas, há ali, no entanto, numa poética suave, o embrião de um rebojo que transformou o tempo e o espaço da cidade.

Sobre o autor
Gabriel de Mattos, é arquiteto, professor universitário e mestre em Educação.
Tem romances, artigos, contos, crônicas e histórias em quadrinhos publicados em várias revistas, jornais e em publicações coletâneas e individuais.

Edição: 2ª
Data de publicação: 2006
ISBN: 85-89560-12-0
Tamanho: 20 x 14 cm
Nº de páginas: 96
Gênero: Literatura Juvenil
Editora: Editora TantaTinta
Preço: R$23,00

Contatos:
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65)3023-5714/5715
contato@tantatinta.com.br

O livro esta esgotado na editora


Hatisu Nambiquara - lembranças que viraram histórias

Autora: Anna Maria Ribeiro Fernandes Moreira da Costa
Ilustradora: Loyuá Ribeiro Fernandes Moreira da Costa

Sobre a obra
Pequenas histórias apresentam os mitos de criação de artefatos que estão presentes no cotidiano dos grupos indígenas que moram na Chapada dos Parecis - MT e, através destes podemos conhecer alguns dos seus modos de viver e compreender o mundo.

Sobre a autora
Anna Maria é doutoranda em História na Universidade Federal de Pernambuco. Na Fundação Nacional do Índio, em Cuiabá, trabalha em pesquisas etno-histórica. Entre os estudos mais recentes sobre os Nambiquara encontram-se: Senhores da Memória: uma história do Nambiquara do cerrado (2002); Eutímio Kithaulhu: um fragmento da trajetória biográfica de um nambiquara da Chapada dos Parecis (2002) e Os índios Nambiquara do Cerrado: trabalho, aprendizagem e saber (2004). Tem outros 3 títulos publicados em sua área de pesquisa e atuação.
Loyuá a ilustradora da obra, tem 14 anos. Desde o ano 2000, como assistente de pesquisa, acompanha sua mãe durante os trabalhos de campo realizados junto aos Nambiquara do Cerrado, fotografando e coletando informações.

Edição: 1ª
Data de Publicação: 2005
ISBN: 85-89560-09-0
Tamanho: 17 x 24 cm
Nº de páginas: 54
Gênero: Paradidático – Juvenil
Editora: TantaTinta
Preço: R$22,00

Contatos:
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65)3023-5714/5715
contato@tantatinta.com.br

As Aventuras de Mundinho O quati curioso


As aventuras de Mundinho: O quati curioso

Sobre a obra
“Mundinho” é a personagem principal de uma série de cinco aventuras: Mundinho no Cerrado; Mundinho no Pantanal; Mundinho na Floresta; Mundinho na Cidade e Mundinho na Fazenda.
O nosso pequeno aventureiro, um quatizinho curioso e assustado, ávido por novas emoções, tem um papel bastante claro e objetivo: divertir e principalmente, ensinar as crianças.
Através do “Mundinho”, elas aprendem sobre a fauna e a flora brasileiras, e entram em contato com conceitos básicos de cidadania e preservação ambiental, representados em lúdicas aventuras, próprias do universo infantil.
Em meio as suas peripécias Mundinho se depara com animais que habitam os diversos eco-sistemas brasileiros, sua investigação por suas características e hábitos se traduz em conhecimento e valorização de nossa rica fauna.
As ilustrações, primorosas em detalhes e de espetacular beleza plástica, transportam nossos pequenos leitores a um mundo de pura fantasia, recheado de plantas, paisagens e animais brasileiros.

Sobre o autor
Richard Mason é inglês e vive no Brasil há mais de 40 anos, mais precisamente no Mato Grosso e em sua região pantaneira, o que o inspirou para criar sua personagem principal de muitas aventuras Mundinho.
Além de escrever as histórias Richard também as ilustrou, com belíssimas aquarelas que, com riqueza de detalhes apresentam às crianças parte da fauna e da flora brasileira, desconhecida da maioria delas. Ensinar através da sua criação, texto e ilustração é para Richard Mason a expressão de uma preocupação com o aprimoramento da educação infantil.

Edição: 1ª
Data de Publicação: 2006
ISBN: 85-89560-15-5
Tamanho: 20,8 x 13,8 cm
Nº de páginas: 64
Gênero: Literatura Infantil
Editora: TantaTinta
Preço: R$24,00

Contatos:
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65)3023-5714/5715
comercial@tantatinta.com.br
http://editora-carlini-caniato.blogspot.com/
http://www.editora-tantatinta.blogspot.com/

Conhecendo a Geografia de Mato Grosso

Autora: Ivane Inêz Piaia

Sobre a obra
“Conhecendo a Geografia de Mato Grosso” tem o objetivo de fornecer instrumentos para que o professor do Ensino Fundamental possa trabalhar os conteúdos da Geografia Regional de forma prazerosa e atrativa para os alunos.
O livro tem como fio condutor o diálogo e explicações de uma professora e sua turminha de alunos, complementados por textos explicativos específicos do assunto em questão, exercícios, dicionário técnico de palavras novas ao universo infantil, fragmentos de textos publicados em jornais e revistas, sugestões de atividades para a sala, além de fotos e simpáticas ilustrações produzidas exclusivamente para esta publicação.

Sobre a autora
Ivane Inêz Piaia, de Palmitinho/RS, é graduada em Licenciatura Plena em Geografia, especialista em Geografia Regional e mestra em Educação – formação do educador.
Possui artigos publicados em revistas científicas e o livro para ensino médio - Geografia de Mato Grosso, 3ª edição.

Edição: 1ª
Data de Publicação: 2005
ISBN: 85-89560-07-4
Tamanho: 21 x 28 cm
Nº de páginas: 64
Gênero: Didático / Ensino Fundamental
Editora: TantaTinta
Preço: R$31,51

Contatos:
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65)3023-5714/5715
contato@tantatinta.com.br

Conhecendo a Fauna do Pantanal de A a Z


Conhecendo a Fauna do Pantanal de A a Z

Autoras: Iraci C. Romagnolli Dias e Teresinha Helena da S. Ferreira

Sobre a obra
A obra didática torna possível aprender a ler e escrever de forma diferente. Através do despertar do interesse sobre a fauna do Pantanal, a criança não só é alfabetizada como também se conscientiza sobre a conservação da natureza e seus benefícios.

Sobre as autoras
Formadas em pedagogia e especialistas em educação infantil, transportaram para o livro didático suas vivências em sala de aula, propondo uma maior interação da natureza, com a alfabetização, elemento de grande interesse do universo infantil.

Edição: 1ª
Data de Publicação: 2005
ISBN: 85-89560-10-4
Tamanho: 21 x 28 cm
Nº de páginas: 224
Gênero: Didático - Alfabetização
Editora: TantaTinta
Preço: R$46,50

Contatos:
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65)3023-5714/5715
contato@tantatinta.com.br